Milhares de muçulmanos protestam contra visita de Obama à Indonésia

Jacarta, 14 mar (EFE).- Milhares de muçulmanos se manifestaram hoje em várias cidades da Indonésia em protesto contra a visita oficial ao país do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prevista para este mês.

EFE |

Por volta de 2 mil manifestantes do grupo islamita radical Hizb ut-Tahrir, que busca a instauração de um califado muçulmano no país, protestaram na cidade de Makassar (leste), proferindo lemas como "o Islã unido não será vencido, rejeição a Obama" e destruíram bandeiras americanas de papel.

Outras 500 pessoas se concentraram em Surakarta (na ilha de Java), empunhando cartazes que reivindicavam a "expulsão" de Obama por governar um país "colonialista" ou com lemas como "América... os verdadeiros terroristas".

O presidente americano, que em um princípio tinha previsto viajar para a Indonésia na próxima sexta-feira 18 de março, adiou a visita para o domingo 21, em função do delicado momento em que se encontra o processo de aprovação no Congresso americano da reforma no sistema de saúde dos EUA.

Apesar dos protestos, Obama conta com bastante popularidade na Indonésia, onde viveu três anos de sua infância, no final dos anos 60.

Em homenagem a esses anos que passou em Jacarta, as autoridades da cidade erigiram uma estátua de Obama, representando-o à idade de dez anos, mas tiveram que retirá-la poucos meses depois devido aos protestos de alguns cidadãos. EFE jpm/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG