Milhares de metalúrgicos protestam no centro de Roma

Cerca 100.000 pessoas foram às ruas em duas passeatas diferentes, informou um sindicato metalúrgico

AFP |

AFP
Protesto é contra a política do chefe de governo italiano Silvio Berlusconi
Milhares de operários se manifestavam, neste sábado, em Roma, para defender as condições de trabalho na indústria metalúrgica, em particular no setor automotivo, num protesto contra a política do chefe de governo italiano, Silvio Berlusconi.

Pelo menos 100.000 pessoas foram às ruas em duas passeatas diferentes que terminava na praça São João de Latrão, informaram fontes do sindicato metalúrgico FIOM-CGIL, organizador da manifestação.

"A situação social é muito difícil. O país não consegue recuperar-se como deveria. O desemprego aumenta", declarou à imprensa Guglielmo Epifani, principal dirigente do sindicato CGIL, o maior da Itália.

O líder dos metalúrgicos, Maurizio Landini, explicou que se tratava de "uma jornada de luta em defesa da democracia e dos contratos de trabalho".

A indústria italiana, em particular a metalúrgica, sofreu duramente a crise econômica mundial de 2008/2009.

A Itália registra atualmente um desemprego de 8,2% de sua população economicamente ativa, com dois milhões de trabalhadores parados.

    Leia tudo sobre: italiaprotesto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG