Milhares de haitianos tiveram algum membro amputado depois de sofrer graves ferimentos no terremoto de 12 de janeiro, indicou nesta terça-feira, em Genebra, a Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Em certos hospitais, vimos de 30 a 100 amputações por dia", indicou um porta-voz da OMS, Paul Garwood, falando à imprensa.

"A OMS e outros organismos de saúde que se encontram no local agora se concentram na melhor maneira de proporcionar cuidados pós-operatórios e permitir a reeducação dessas pessoas, para que se recuperem de sua amputação", acrescentou.

Até agora, não foi declarada nenhuma doença transmissível no Haiti, embora ainda existam riscos de que isso ocorra, acrescentou.

Veja também:

Leia mais sobre terremoto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.