TEERÃ - Milhares de iranianos partidários da oposição voltaram a se reunir nesta quarta-feira, em Teerã, para pedir tanto a anulação como a repetição das eleições presidenciais da semana passada.


AP
Partidários de Mousavi marcham em Teerã

Partidários de Mousavi marcham em Teerã

Como nos últimos quatro dias, milhares de iranianos marcharam em silêncio até a zona norte da cidade. Muitos usavam roupas verdes - a cor da oposição - e carregavam fotos do candidato pró-reformista Mir Hussein Mousavi.

Muitos estavam de luto por causa das sete mortes provocadas na manifestação de segunda-feira, relataram manifestantes à agência Efe. Outros carregavam cartazes dizendo "onde está meu voto?".

Mousavi convocou para quinta-feira uma manifestação e um dia de luto pelas vítimas da repressão policial durante os últimos dias. Em comunicado divulgado em seu site, o opositor pede que todos os iranianos se aproximem das mesquitas e marchem de forma pacífica pelas ruas para honrar "os mártires e os feridos nos eventos recentes".

Mousavi se declarou vencedor das eleições presidenciais da última sexta-feira, pouco depois do fechamento dos colégios eleitorais, e denunciou uma fraude a favor de seu rival, o atual presidente Mahmoud Ahmadinejad, a quem o Ministério do Interior atribuiu uma surpreendente vitória por maioria absoluta.

Desde então, o Irã tem sido palco de protestos e choques entre a oposição e as forças de segurança - apoiadas pela milícia islâmica Basij.

Análises:

Leia também:

Leia mais sobre Irã

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.