Milhares de argentinos protestam contra insegurança na Praça de Maio

Milhares de pessoas foram para as ruas de Buenos Aires e de outras cidades argentinas nesta quarta-feira para protestar contra a crescente insegurança no país - entre elas, o ex-jogador e atual técnico da seleção Diego Maradona.

AFP |

As manifestações foram convocadas por diversas organizações de familiares de vítimas da violência, sob o lema "Basta de insegurança".

Maradona, ídolo do futebol nacional, também se juntou à manifestação de Buenos Aires, exigindo mudanças na política de segurança pública do governo de Cristina Kirchner.

"Não é possível que todos os dias tenhamos um morto. Até os policiais matam pessoas como moscas. Eu não sou a favor da pena de morte, mas é preciso mudar um monte de leis", declarou o técnico da seleção argentina.

"A insegurança não é uma sensação, é um flagelo", disse o rabino Sergio Bergman, que participou do protesto em frente à Casa Rosada, sede do governo argentin.

bur-jos/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG