Milhares de alemães se manifestam contra o racismo e a islamofobia

Milhares de habitantes de Dresde (leste da Alemanha), de todos as origens, se concentraram neste sábado em memória de Marwa el Sherbini, egípcia residente na Alemanha e assassinada em crime de origem xenófoba que provocou grande comoção entre a comunidade muçulmana.

AFP |

Diante da prefeitura, a multidão silenciosa se reuniu exibindo retratos de Marwa com inscrições como "morta como mártir do véu, morta por causa de sua religião".

Todos os manifestantes deixaram uma rosa branca junto a um livro de condolências.

Vários dirigentes egípcios e alemães, entre eles o prefeito da cidade, Lutz Vogel, participaram na concentração realizada duas semanas depois do crime.

Em 1º de julho, um alemão de origem russa de 28 anos matou a jovem mãe de 31 anos, grávida de três meses, com 18 facadas em um tribunal de Dresde.

Marwa el Sherbini, que usava o véu muçulmano, tinha ido ao tribunal para testemunhar depois de um desentendimento com o homem, que a chamou de islamita, terrorista e vagabunda.

fbe/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG