Microsoft continuará investindo em inovação, apesar de crise mundial

Madri, 25 abr (EFE) - O presidente da Microsoft, Steve Ballmer, disse hoje que o principal motor da mudança é o avanço tecnológico e que a multinacional a qual dirige continuará investindo em inovação visando ao futuro, apesar da atual situação econômica mundial.

EFE |

Apesar de ter reconhecido que há riscos na economia e que não se sabe se esta situação vai durar muito ou pouco tempo, Ballmer se mostrou convencido de que é preciso continuar investindo em tecnologia, já que se traduz em produtividade para as empresas.

Ele disse que a Microsoft investe US$ 7,5 milhões em pesquisa e desenvolvimento em projetos a longo prazo e que continuará fazendo isso.

O presidente da multinacional, que hoje visitou a Espanha no marco de uma viagem por vários países europeus, previu que em dez anos haverá inovações surpreendentes.

Ballmer se encontrou com o presidente da Telefónica, César Alierta, com quem analisou novas vias de colaboração em diferentes áreas e setores de atividade, indica uma nota conjunta de ambas as empresas.

Ele se reuniu ainda com trabalhadores da Microsoft Ibérica e manteve outros encontros com empresas que fontes da multinacional qualificaram de caráter "confidencial".

Após lembrar que amanhã expira o prazo dado ao Conselho de Administração do Yahoo! para começar a negociar a oferta, disse que se dirigirá aos acionistas com a proposta e que eles têm 24 horas ainda para tomar uma decisão sobre seu conteúdo.

Em seu pronunciamento, Ballmer reconheceu que atualmente existe a preocupação com o financiamento das empresas, mas que é preciso continuar trabalhando de cara ao futuro, já que, segundo ele, as transformações que ocorrerão nos próximos anos vão mudar a forma de entender o mundo dos negócios.

O presidente da Microsoft disse que em um prazo de dez anos o computador vai reconhecer as palavras e seu significado em cada momento real, o mundo será digital e não haverá diferença entre um jornal e a televisão.

A tecnologia vai ajudar a Ciência a se desenvolver e a buscar respostas para a poupança de energia, segundo o presidente da Microsoft.

Ballmer afirmou que não se deve ter medo da inovação e que as empresas devem apostar na mudança, como a empresa está fazendo.

Para o presidente da companhia, os grandes rivais da Microsoft atualmente são Google em publicidade, a Apple em hardware e o código aberto em software. EFE aigb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG