A Microsoft anunciou que vai divulgar na tarde desta quarta-feira a correção de uma falha de segurança do navegador Internet Explorer que já teria afetado pelo menos 10 mil sites. A correção de emergência deve ficar disponível para os usuários a partir das 16h (horário de Brasília), segundo a Microsoft.

A falha na segurança do Internet Explorer pode permitir que hackers assumam o controle do computador e roubem senhas e informações pessoais.

O Internet Explorer está na grande maioria dos computadores pessoais e, até o momento, a vulnerabilidade afetou apenas os computadores com a versão Internet Explorer 7.

Jogos
Segundo o consultor de segurança da companhia Trend Micro, Rick Ferguson, a falha de segurança tem sido usada para roubar senhas para jogos online, mas informações mais importantes também podem ser roubadas até que a atualização de segurança seja instalada no computador do usuário.

"É inevitável que criminosos se adaptem a isso", afirmou Ferguson.

Uma medida como a adotada pela Microsoft nesta quarta-feira, de lançar alertas de segurança, é relativamente rara para a empresa.

Especialistas do setor afirmam que a decisão de apressar o lançamento da correção da falha de segurança é uma prova do risco em potencial representado pelo problema.

Alguns especialistas até sugeriram que os usuários mudem de navegador enquanto o problema não for resolvido.

Outros navegadores como Firefox, Opera, Chrome e Safari não são vulneráveis a este tipo de problema.

Mas o consultor da companhia de segurança Sophos, Graham Cluley, alerta que nenhum navegador está livre de problemas.

"O Firefox lançou correções, e a Apple (responsável pelo Safari) também", afirma Cluley. "Qualquer navegador que as pessoas estejam usando precisa ser atualizado."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.