Michelle Obama, que no dia 20 de janeiro se tornará a nova primeira-dama dos Estados Unidos, falou sobre o marido, Barack, em uma entrevista à rede de televisão americana CNN nesta quinta-feira.

"Eu provavelmente fiz o que várias pessoas fazem quando ouvem falar de Barack Obama. Primeiro, pensei: 'que tipo de nome é Barack Obama?'", disse Michelle.

"O que eu imaginei foi: 'esse cara deve ser meio esquisito'. Provavelmente um 'nerd'. Eu já tinha criado a imagem de um 'nerd' bem intelectual", contou à jornalista Soledad O'Brien.

Quando Obama foi contratado pela empresa de advocacia Sidley Austin, onde Michelle trabalhava, ela passou a conhecê-lo melhor. "Nós nos identificamos logo de cara", afirmou a futura primeira-dama.

"Ele me contou mais sobre sua vida (...). Eu descobri que seu pai era do Quênia, sua mãe era uma mulher branca do Kansas e ele havia passado uma parte de sua vida na Indonésia", continuou.

"Ele era divertido, fazia piadas sobre si mesmo. Ele não se levava muito a sério. E tinha os pés bem firmes no chão, apesar de ter vindo de um ambiente tão exótico, em comparação com o meu", lembrou Michelle.

Ela disse que Obama sempre teve um estilo mais descontraído.

"Ele veio de uma experiência de trabalho na comunidade, certo? Então ele não era, você sabe, alguém de Wall Street metido em um terno perfeitamente abotoado".

Michelle Obama estimou, no entanto, que seu marido "não mudou muito com o passar dos anos", destacando que ele ainda veste as mesmas camisas e calças que usava quando eles se casaram. Algumas de suas calças, inclusive, estão furadas de tanto uso.

"Ele não liga para o que as pessoas acham dele" ou sobre moda, afirmou. "Ele se preocupa com outros assuntos".

oh/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.