Michelle Obama diz que família será prioridade mesmo na Casa Branca

Washington, 4 ago (EFE).- Michelle Obama, esposa do candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, disse em entrevista à revista Ebony que caso se torne primeira-dama seu principal trabalho será cuidar de suas duas filhas.

EFE |

"Meu principal trabalho (como possível primeira-dama) continuará sendo, com toda honestidade, o de ser mãe e o de assegurar que nesta transição, que será mais intensa para as meninas, elas tenham uma vida estável, organizada e que saibam que continuarão sendo o centro de nosso universo", explica Michelle.

A esposa de Barack Obama se refere assim às suas duas filhas, Malia, de dez anos, e Sasha, de sete anos e esclarece como vai conciliar o trabalho de mãe com sua carreira profissional.

Michelle, que aparece vestida com um traje negro na capa da nova edição da revista "Ebony", que começará a ser vendida em 12 de agosto, confessa que seu melhor acompanhamento não são jóias, bolsas ou sapatos, mas seu marido.

"Barack e eu, como casal, amigos e amantes, nos complementamos em muitos sentidos. O que eu mais gosto é ter Barack ao meu lado e vice-versa, seja vendo como me presenteia com um sorriso, como cativa seu público ou como fala aos idosos em uma residência", diz.

Na entrevista, Michelle fala também de seu casamento com aquele que poderia ser o primeiro presidente negro dos EUA e comenta sobre moda.

Michelle, de 44 anos, que trabalhou como advogada e executiva em um hospital, acredita que o desafio enfrentado pelas mulheres que têm que equilibrar as tarefas em casa com seu trabalho deveria ser ressaltado nas políticas públicas.

Ela também disse apoiar as esposas de militares e entende o estresse adicional que suportam quando seus maridos se encontram distantes durante longos períodos no exterior.

"É necessário levar em conta que não há ajuda psicológica para estas famílias e elas lutam com seus maridos quando voltam para casa e tentam se esquecer de assuntos muito intensos", ressalta Michelle.

Em outra parte da entrevista, a esposa de Barack Obama conta que ela, da mesma forma que seu marido, costuma realizar exercícios, mas confessa que era difícil encontrar tempo para isso quando o senador estava trabalhando em Illinois.

A família Obama também está atenta na hora de se reunir à mesa, já que tentam comprar quase que exclusivamente produtos orgânicos.

EFE cai/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG