Michelle Obama chega a Botswana em última etapa de giro pela África

Primeira-dama americana visitou centro para tratamento de crianças com HIV e esteve com presidente Ian Khama

iG São Paulo |

A primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, chegou nesta sexta-feira a Botswana, um dos países mais afetados no mundo pela epidemia de Aids, onde a expectativa de vida é de 34 anos de idade.

Michelle aterrissou na capital Gaberone para conhecer programas de ajuda a afetados pelo HIV, acompanhada pela sua mãe, Marian Robinson, e suas duas filhas, Malia e Sasha. No país, que é do tamanho do Texas e possui cerca de 2 milhões de habitantes, estima-se que 300 mil pessoas sejam portadoras do vírus da Aids.

A primeira-dama esteve no Centro Baylor de Excelência Clínica para Crianças, coordenado pelo Baylor College of Medicine, de Houston. A instituição atende 4 mil crianças e famílias infectados pelo HIV. Depois, a primeira-dama americana esteve com o presidente Ian Khama, com quem conversou por cerca de 45 minutos.

Michelle, a mãe e as filhas ficam no país até domingo. Antes de voltar para os EUA, a previsão é de que a família Obama participe de um safári.

A visita a Botswana acontece depois de uma estadia de quatro dias na África do Sul, onde se reuniu com o ex-presidente Nelson Mandela , ícone da luta contra o apartheid.

A viagem à África austral é a segunda solo da primeira-dama americana ao exterior desde que seu marido, o presidente Barack Obama, assumiu o cargo em janeiro de 2009. Em abril do ano passado ela visitou o México.

*Com EFE, AFP e AP

    Leia tudo sobre: michelle obamaáfrica do sulbotswanaáfrica austral

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG