Micheletti volta a ameaçar Zelaya

O deposto presidente hondurenho Manuel Zelaya será preso se retornar ao país, afirmou na noite de domingo o presidente de fato, Roberto Micheletti, que também pediu o respeito à livre autodeterminação dos povos no encontro entre o mediador Oscar Arias com a secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

AFP |

"Nós o esperamos, um júri está pronto para proceder judicialmente contra ele e uma prisão também está preparada para Zelaya", afirmou Micheletti.

Zelaya tentou pelo menos duas vezes desde sua derrubada, em 28 de junho, entrar em Honduras, mas foi impedido pelos militares e o governo de fato dirigido por Micheletti.

O presidente deposto recebeu 18 acusações, incluindo traição à pátria por pretender convocar um plebiscito sobre uma assembleia constituinte para reformar a Carta Magna a favor da reeleição presidencial.

nl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG