qualquer preço pela democracia - Mundo - iG" /

Micheletti diz a Hillary que pagará qualquer preço pela democracia

Tegucigalpa, 3 set (EFE).- O Governo de fato de Honduras disse hoje à secretária de Estado americana, Hillary Clinton, que pagará qualquer preço pela liberdade e pela democracia, depois de os Estados Unidos terem suspendido sua ajuda econômica em apoio ao presidente deposto hondurenho, Manuel Zelaya.

EFE |

"Não nos apequenaremos diante desta responsabilidade", afirmou o ministro de Governo (Interior) de fato em Honduras, Oscar Matute, em carta enviada a Hillary "com a instrução" do atual presidente hondurenho, Roberto Micheletti.

"Que toda nação saiba que pagaremos qualquer preço, carregaremos qualquer carga, assumiremos qualquer dificuldade, apoiaremos qualquer amigo e nos oporemos a qualquer inimigo para assegurar a sobrevivência e o êxito da liberdade de nosso povo e da democracia", afirmou Matute.

"A luta heroica de nosso povo por preservar seus valores nacionais, espirituais e morais nos levou à atual conjuntura política", disse o ministro hondurenho à chefe da diplomacia americana.

Hoje, Hillary recebeu Zelaya em Washington antes do anúncio da suspensão da ajuda financeira americana a Honduras, exceto no setor humanitário, entre outras medidas de apoio ao presidente deposto e de pressão ao Governo de fato de Micheletti.

Zelaya foi derrubado e expulso de Honduras em 28 de junho, o mesmo dia em que o Parlamento designou Micheletti, até então presidente da casa, como novo governante. EFE lam/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG