firmeza diante de pressões e rejeição internacional - Mundo - iG" /

Micheletti destaca firmeza diante de pressões e rejeição internacional

Tegucigalpa, 30 dez (EFE).- O presidente de fato de Honduras, Roberto Micheletti, destacou hoje a firmeza de seu Governo para manter a tranquilidade no país diante das pressões e da rejeição da comunidade internacional há seis meses, após a derrubada de Manuel Zelaya.

EFE |

"Pudemos governar com tranquilidade e com paz", disse Micheletti durante a inauguração de uma torre de controle de transporte marítimo em Puerto Cortés, no Caribe hondurenho.

"Provamos ao mundo que temos a capacidade e a firmeza para enfrentar as injustiças, as pressões, e no final elevar a imagem de nosso país como uma nação livre, digna", acrescentou.

"Que um governante deste país jamais volte a acreditar que é maior que a lei e que é maior que Deus", disse Micheletti.

Micheletti, do governante Partido Liberal - ao qual também pertence Zelaya -, pediu o apoio dos hondurenhos ao presidente eleito no pleito de 29 de novembro, Porfirio Lobo, do opositor Partido Nacional.

"Honduras elegeu um novo presidente; por favor, todos temos a obrigação de apoiá-lo e esperar dele o apoio para todo o povo hondurenho", afirmou.

Micheletti insiste em que não renunciará antes da posse de Lobo, em 27 de janeiro, quando termina o mandato para o qual Zelaya foi eleito em 2005.

Em 28 de junho, um golpe de Estado tirou Zelaya do poder e o expulsou de Honduras. O presidente deposto iria realizar nesta data uma consulta popular para promover uma Assembleia Constituinte. À época, ela foi declarada ilegal por vários órgãos do Estado hondurenho.

No mesmo dia, após a derrubada de Zelaya pelos militares, o Parlamento aprovou um decreto que o destituiu e designou Roberto Micheletti, até então presidente do Legislativo, como chefe de Estado. EFE lam/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG