Micheletti confirma saída de Honduras da Alba

Tegucigalpa, 27 jan (EFE).- O presidente de fato de Honduras, Roberto Micheletti, que hoje entregará o comando a Porfirio Lobo, assinou antes de deixar o poder o decreto legislativo que ratifica a saída do país da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba).

EFE |

Segundo informou hoje a Chancelaria hondurenha, Micheletti sancionou na terça-feira o decreto mediante o qual o Congresso Nacional ratificou no último dia 12 a iniciativa tomada pelo governante de fato em 15 de dezembro no Conselho de Ministros.

"O presidente da República, Roberto Micheletti, sancionou o decreto legislativo mediante o qual Honduras se separa oficialmente da Alba", assinala a nota.

Ontem mesmo o Ministério de Relações Exteriores hondurenho, "conforme o que estabelece no artigo 56 a Convenção de Viena, sobre o Direito dos Tratados, comunicou oficialmente a determinação ao Ministério das Relações Exteriores da República Bolivariana da Venezuela".

Micheletti deixou a Casa Presidencial e as aparições públicas na quinta-feira para facilitar a transição ao Governo de Lobo, embora tenha se negado a renunciar ao cargo.

Depois de ser hospitalizado no domingo por queda de glicose, Micheletti reapareceu hoje em público na missa no santuário de Nossa Senhora de Suyapa, padroeira de Honduras, ao lado de funcionários do Governo, familiares, empresários e políticos.

Micheletti, do Partido Liberal, não assistirá à posse de Lobo.

A maior parte da comunidade internacional não reconhece Lobo, também do Partido Liberal, por considerar que as eleições de 29 de novembro ocorreram sem o restabelecimento da ordem institucional, quebrada com o golpe de Estado de 28 de junho contra Manuel Zelaya.

EFE lam/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG