Mianmar promete ajuda a camponeses e pescadores

A junta militar birmanesa prometeu nesta segunda-feira dar a ajuda necessária aos agricultores e pescadores das regiões meridionais de Irrawaddy e Yangun, para que possam retomar suas atividades depois da passagem devastadora do ciclone Nargis, que deixou 133.600 mortos ou desaparecidos.

AFP |

O 'New Light of Myanmar', jornal oficial do governo ditatorial, menciona o tema crucial para o futuro de Mianmar em um editorial, mas sem apresentar os números da ajuda prometida pelo poder central.

O Nargis devastou, nos dias 2 e 3 de maio, amplas zonas costeiras, em particular o delta de Irrawaddy, considerado o grande produtor de arroz de Mianmar, o que gerou o risco de fome no país, segundo a comunidade ocidental.

Além da agricultura, a economia da região afetada é baseada na pesca e na extração de sal.

"Os camponeses receberão equipamentos e variedades de arroz; os pescadores, barcos e equipamentos de pesca. Todos os que desejarem ganhar a vida receberão o que precisarem", afirma o jornal, sem mais explicações.

ras/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG