Mianmar: Aung San Suu Kyi completa 64 anos na prisão

Aung San Suu Kyi, líder da oposição birmanesa, completou 64 anos nesta sexta-feira, na prisão, num momento em que se multiplicam em todo o mundo os apelos por sua libertação.

AFP |

Nyan Win, porta-voz da Liga Nacional para a Democracia (LND), anunciou ter estado na prisão de Insein, no norte de Yangun, para levar a Suu Kyi um prato de arroz, um bolo de chocolate e flores.

"Ela pediu comida" para compartilhá-la com os guardas, disse à AFP.

Suu Kyi, secretária-geral da LND e único Prêmio Nobel da Paz mantida em detenção, foi trasladada no dia 14 de maio à prisão de Insein por ter, segundo as autoridades birmanesas, violado as regras de sua prisão domiciliar, recebendo um cidadão americano.

O "julgamento show" contra Suu Kyi, segundo a definição usada pelo presidente Barack Obama, gerou onda de indignação internacional.

Em Yangun, as medidas de segurança foram reforçadas em torno da sede da LND, onde 300 militantes entregaram oferendas a monges budistas e soltaram 64 pombas e bolas de gás.

Não é a primeira vez que Suu Kyi está ausente no dia do aniversário já que foi privada de liberdade durante mais de 13 anos.

A LND ganhou as eleições de 1990 com vitória esmagadora, mas os generais da junta militar que controla o país negaram-se a aceitar os resultados. A partir daí, Suu Kyi foi detida várias vezes.

hla-dk/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG