Mianmar: Ajuda chegará via base na Tailândia

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, inaugurou neste sábado, em Bangcoc, capital da Tailândia, um novo centro que servirá de base para as equipes internacionais de assistência às vítimas do ciclone que devastou o sul do país em 2 de maio. A base fica localizada em um antigo aeroporto e foi inaugurada para acelerar o auxílio aos sobreviventes do desastre e armazenar os suprimentos que serão encaminhados ao aeroporto de Rangoon.

BBC Brasil |

Segundo Ki-Moon, trata-se de um "posto crítico que irá salvar vidas".

"[O centro] irá possibilitar o trânsito de aviões maiores e mais auxílio poderá ser trazido de todas as partes do mundo", disse o secretário-geral.

De acordo com um correspondente da BBC no local, uma aeronave fretada pelo Programa Mundial de Alimentação chegou à nova base carregada com pelo menos 12 toneladas de kits para tratamento da água.

As Nações Unidas esperam poder dobrar o auxílio às vítimas em Mianmar com o novo centro e acelerar os esforços de assistência, que ficaram praticamente paralisados por proibição da junta militar que controla o país.

Ajuda internacional
A inauguração da nova base em Bangcoc acontece três semanas após o desastre, que deixou um número estimado de 130 mil mortos e desaparecidos.Os líderes militares que governam o país haviam recusado esforços de resgate internacionais e afirmavam que a situação estava "sob controle".

Na sexta-feira, o General Than Shwe, que lidera a junta militar concordou com a entrada de voluntários e assistentes estrangeiros para auxiliar as vítimas, depois de um encontro com Ban Ki-Moon na cidade de Naypyidaw.

O secretário-geral afirmou que a decisão significava um "grande avanço".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG