Mianmar aceitará qualquer ajuda, diz seu embaixador na ONU

O governo de Mianmar pretende cooperar com a comunidade internacional e aceitará ajuda de onde vier para enfrentar as conseqüências do ciclone Nargis, que devastou o país há uma semana, disse nesta sexta-feira o embaixador birmanês na ONU, Kyaw Tint Swe.

AFP |

"Mianmar tem a intenção de cooperar com a comunidade internacional para enfrentar este grande desafio", disse o embaixador durante uma reunião da ONU, por ocasião de um apelo para reunir fundos para ajudar o país devastado.

O regime de Mianmar aceitará ajuda "de onde vier" para socorrer as pessoas afetadas pelo ciclone, acrescentou.

O diplomata disse que dois navios e 11 aviões carregados de materiais de socorro haviam chegado ao país até agora, uma semana depois da passagem do ciclone.

"Precisamos, com urgência, de equipamentos médicos, de alimentos, de roupa, de geradores elétricos, barracas e ajuda financeira", completou Swe.

"Estamos muito agradecidos à comunidade internacional, aos nossos amigos próximos e distantes por sua solidariedade e por sua generosidade", acrescentou.

hc/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG