A atriz norte-americana Mia Farrow, que quer pressionar a China para que contribua para pôr fim à violência em Darfur, fará um discurso em Hong Kong coincidindo com a passagem da chama dos Jogos Olímpicos de Pequim, informaram nesta sexta-feira os organizadores.

Farrow pronunciará um discurso intitulado "Darfur e os Jogos Olímpicos" na associação de correspondentes estrangeiros no dia 2 de maio em Hong Kong, informou a organização em um comunicado.

"A atriz e defensora dos Direitos Humanos Mia Farrow falará sobre como utilizar os Jogos Olímpico para pressionar a China para que tome medidas na crise de Darfur, no Sudão", indicou a associação de correspondentes.

A organização não forneceu detalhes da visita de Mia Farrow a Hong Kong nem indicou se a atriz participará dos protestos durante a passagem da chama olímpica.

À medida que se aproxima o início dos Jogos Olímpicos de Pequim, aumenta a pressão sobre a China -principal investidor estrangeiro no Sudão e comprador de quase dois terços de seu petróleo- para que utilize sua influência sobre o governo de Cartum.

Mia Farrow participa da campanha pelo fim da crise de Darfur, onde as Nações Unidas calculam que pelo menos 200.000 pessoas morreram em cinco anos de guerra, fome e doenças.

A passagem da tocha olímpica por Hong Kong será a primeira etapa em solo chinês após seu périplo mundial, marcado por protestos contra a repressão chinesa às revoltas no Tibete e contra as violações dos direitos humanos.

gn/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.