Mia Farrow critica o COI por realizar os Jogos Olímpicos na China

A atriz americana Mia Farrow criticou nesta quinta-feira o Comitê Olímpico Internacional (COI) por conceder à China a realização dos Joegos Olímpicos.

AFP |

"A tragédia em Darfur não continuaria sem o permanente apoio de Pequim", afirmou Farrow, falando em um acampamento de refugiados no Chade, na fronteira entre o Sudão e Darfur.

O conflito que afeta a região de Darfur, onde desde 2003 se enfrentam as forças governamentais apoiadas por milícias árabes e os movimentos insurgentes, deixou cerca de 200.000 mortos e causou mais de 2,2 milhões de deslocados, segundo a ONU.

Os grupos de defesa dos direitos humanos afirmam que as forças do regime têm armas vendidas pela China, que desmente a acusação.

"O Comitê Olímpico deveria se envergonhar de ter escolhido Pequim, e de ter colocado atletas nesta posição insustentável", denunciou a atriz.

Farrow fez estas declarações por ocasião do lan;çamento do movimento de protesto on-line da organização Dream for Darfur.

Mia Farrow, estrela de filmes como "O bebê de Rosemary" e "O grande Gatsby", declarou ainda que os Jogos de Pequim serão conhecidos como "As Olimpíadas do Genocídio" devido ao apoio chinês ao governo do Sudão.

mbx/ph/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG