Mia Farrow assegura que diamantes dados a Naomi vieram de Taylor

Afirmação contradiz modelo, que afirmou que não tinha certeza se ex-presidente da Libéria havia lhe dado o presente

EFE |

AFP
Foto tirada a partir de monitor de TV mostra a atriz americana Mia Farrow prestando testemunho perante tribunal de crimes de guerra em Haia
A atriz americana Mia Farrow assegurou nesta segunda-feira no Tribunal Especial para Serra Leoa (TESL) que os diamantes entregues à modelo Naomi Campbell em 1997 vieram do ex-presidente liberiano Charles Taylor. Farrow declarou em seu testemunho perante os juízes que Naomi lhe disse que uns homens "enviados por Charles Taylor" tinham lhe entregado "um enorme diamante".

Na semana passada, Naomi afirmou que recebeu várias pedras preciosas brutas , mas que desconhecia com segurança se Taylor lhe havia presenteado. Mia disse nesta segunda-feira que conheceu Taylor no dia do jantar, e Naomi comentou durante o café da manhã que havia recebido as pedras preciosas e pensado entregá-las à fundação beneficente infantil de Nelson Mandela.

Se Taylor possuía ou não diamantes em estado bruto é de grande relevância para o TESL, pois o suposto criminoso de guerra pode ter utilizado o dinheiro do tráfico desses diamantes para financiar o conflito na vizinha Serra Leoa. Por causa disso, as pedras preciosas trocadas durante esse conflito são chamadas de "diamantes de sangue". Carol White, ex-agente de Naomi, também deporá nesta segunda-feira sobre o presente dado à modelo.

A defesa de Taylor protestou pelo fato de os promotores terem mudado na última hora a ordem das testemunhas, já que estava previsto que Carol depusesse antes de Mia. Taylor é julgado desde janeiro de 2008 em Haia por 11 acusações de crimes de guerra e contra a humanidade por seu envolvimento no conflito civil que assolou Serra Leoa entre 1991 e 2002 e deixou 50 mil mortos.

    Leia tudo sobre: naomi campbellcharles taylordiamantesserra leoa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG