México vai pedir ressarcimento à OMS por ter alertado sobre a gripe suína

O México pedirá na Assembléia Anual da Organização Mundial da Saúde (OMS) um ressarcimento financeiro por ter alertado o mundo sobre a epidemia de gripe suína, que nesse país já matou 64 pessoas, informou nesta quinta-feira o ministro mexicano da Saúde, José Angel Córdova.

AFP |

"Há uma posição de pedir um apoio de ressarcimento econômico para o país que foi o mais afetado pelo vírus H1N1", disse à imprensa, destacando que o México cumpriu com as normas sanitárias internacionais ao lançar um alerta pela gripe A (H1N1).

"Se o alerta não tivesse sido dado, o dano em saúde e economia para estes países (que registraram casos da doença) teria sido enorme", afirmou o ministro, insistindo que o México deu "informação oportuna, clara e transparente para ter um melhor conhecimento desta doença".

Córdova declarou que depois da síndrome respiratória aguda grave da Ásia (Sars) surgiram os mecanismos de ressarcimento econômico por organismos financeiros internacionais, apesar de ainda não terem sido detalhados e esta é a proposta que o México levará a Genebra.

O ministro citou organismos como o Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento como as possíveis fontes de ressarcimento, "embora ainda tenha de formalizar e dar mais consistência a este pedido", disse.

sem/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG