México teme pela volta do protecionismo nos EUA

México, 2 set (EFE).- O presidente do México, Felipe Calderón, disse nesta terça-feira que está preocupado com a volta do protecionismo nos Estados Unidos.

EFE |

"Estou preocupado com a volta do protecionismo nos Estados Unidos e com um possível cancelamento ou modificação do Tratado de Livre-Comércio da América do Norte", que está em vigor desde 1994 entre EUA, Canadá e México, disse Calderón à imprensa local.

O governante disse que os Estados Unidos não podem ignorar a importância do México, de sua economia e de seu povo.

Calderón afirmou também que os EUA não terão êxito "se ignorarem a importância vital do México".

Perguntado se tinha alguma preferência entre o candidato democrata, Barack Obama, e o republicano, John McCain, Calderón disse que não deve expor sua opinião sobre as eleições americanas.

"Em benefício do interesse do México, não devo divulgar minha opinião. Vejo claras vantagens e desvantagens em cada um deles", disse.

No entanto, afirmou que os democratas têm "uma clara vantagem sobre os republicanos, que divulgaram uma plataforma conservadora demais no tema migratório".

Por outro lado, destacou que "McCain conhece mais a realidade mexicana, porque esteve no México, e impulsionou a mais avançada proposta sobre a migração, que pode beneficiar os mexicanos". EFE gt/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG