México, 4 ago (EFE).- As autoridades de saúde mexicanas registraram nos últimos cinco dias quase mil novos casos da gripe suína, segundo um relatório divulgado hoje pela Secretaria de Saúde.

No dia 30 de julho, os casos registrados eram 16.442, mas ontem à noite o número chegou a 17.416.

Até o momento, o país acumula 146 mortes relacionadas à gripe.

Nos últimos cinco dias, nenhuma pessoa foi vítima da doença.

Para se proteger dos efeitos previsivelmente mais perigosos do vírus nos meses de inverno, o Governo mexicano destinou uma verba para 20 milhões de vacinas, como forma de manter protegidos os 107 milhões de habitantes do país.

O país viu sua receita com turismo minguar por conta da gripe, que provocou uma considerável redução no número de visitantes, embora a tendência tenha começado a se reverter.

A pandemia provocou no mundo todo, segundo os dados recolhidos até 31 de julho, 1.154 mortes entre mais de 162.380 infectados, como disse nesta terça-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE jrp/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.