México, o país mais perigoso do continente para a liberdade de imprensa

O México é o país considerado mais perigoso do continente americano em termos de liberdade de imprensa, afirmou nesta terça-feira a organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) ao difundir em Paris um relatório no qual considera que, para solucionar a tragédia mexicana, é preciso a contrapartida dos Estados Unidos no que diz respeito ao controle de armas.

AFP |

"Com 55 jornalistas assassinados e oito desaparecidos desde o ano 2000. O México é classificado cmo o país mais perigoso do continente para a liberdade de imprensa", afirma a RSF em seu informe.

"As autoridades também se converteram em cúmplices e, inclusive, responsáveis por graves violações dos direitos humanos", afirma o documento.

"A amplitude do drama vivido pela imprensa mexicana não provém apenas da infiltração do crime organizado em algumas engrenagens de poder, como também na escalada da segurança pública".

gc/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG