LAquila (Itália), 9 jul (EFE).- A chanceler mexicana, Patricia Espinosa, afirmou hoje que o México está disposto a assumir mais compromissos contra a mudança climática que os outros países emergentes.

Em declarações à Agência Efe, Espinosa disse que seu país compreende a postura de outros Estados-membros do G5 (Brasil, China, Índia, África do Sul e México), porque é "difícil" aceitar compromissos enquanto não há "condições" para a transferência de tecnologias limpas às chamadas nações emergentes.

Espinosa ressaltou que o México tem um compromisso contra o aquecimento global. Como exemplo, citou o Fundo Verde, proposto pelo chefe de Estado mexicano, Felipe Calderón, como instrumento de financiamento da luta contra o problema.

A chanceler mexicana disse ainda que seu país assumiu compromissos como reduzir em 50 milhões de toneladas as emissões de CO2 até 2012, o que outros países, declarou, também deveriam fazer.

Na opinião de Espinosa, as nações emergentes têm "responsabilidades diferentes" das que os países ricos têm na luta contra a mudança climática. Por isso, encorajou aqueles a assumirem "compromissos voluntários". EFE fab/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.