discriminatórias contra seus cidadãos - Mundo - iG" /

México critica medidas discriminatórias contra seus cidadãos

MÉXICO - A chanceler mexicana, Patricia Espinosa, criticou hoje as medidas discriminatórias e carentes de fundamento adotadas por alguns países contra cidadãos mexicanos por medo de contágio da gripe suína.

EFE |

Em entrevista coletiva, ela disse estar surpreendida da decisão de países "irmãos" como Peru, Argentina e Equador de suspender voos ao México e considerou "inaceitáveis" as medidas adotadas pela China, cujas autoridades isolaram em Hong Kong os hóspedes de um hotel pela presença de mexicanos.

Propagação menor do que o esperado

O México divulgou neste sábado novos dados indicando que a propagação da gripe suína no país pode ser menor do que as autoridades temiam , embora o Governo mantenha um otimismo moderado após confirmar que nas últimas horas não aumentou o número de mortos em nível nacional.

Após analisar 1.105 amostras de pacientes que adoeceram no México e apresentavam sintomas suspeitos, as autoridades médicas confirmaram hoje que 427, menos da metade, correspondem a contagiados com o vírus AH1N1, causa comprovada da morte de outras 16 pessoas em todo o país.

Entre a noite de sexta e a manhã deste sábado não se registrou nenhum aumento no número de vítimas fatais causadas pelo vírus.

Entenda a gripe suína

Gripe suína no Brasil

Leia mais sobre gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG