México critica China e vai enviar avião para repatriar cidadãos

O México enviará nesta segunda-feira um avião a Pequim para repatriar seus cidadãos que se encontram na China, que isolou 70 mexicanos por temer um possível contágio de gripe suína.

AFP |

"Nas próximas horas vai decolar um avião com destino a Pequim para recolher os compatriotas que se encontram na China e que desejam retornar ao México", afirmou uma fonte da chancelaria à AFP.

Ao ser questionada se o voo tem como objetivo primordial repatriar os mexicanos colocados em quarentena pelas autoridades chinesas, a fonte se limitou a afirmar que que "está destinado a todos os mexicanos que desejam retornar ao México".

As autoridades chinesas decidiram isolar os cidadãos mexicanos que desembarcaram na China nos últimos dias para prevenir contágios de gripe suína, medida muito critida pelo governo do México.

O ministério das Relações Exteriores da China negou que a situação envolva medidas discriminatórias e que não aponta apenas para os mexicanos.

O presidente Felipe Calderón criticou no domingo os casos de discriminação sofridos por mexicanos no exterior, o que qualificou de "injusto" e de "uma desgraça", produro da "ignorância e discriminação".

No México, epicentro da epidemia, a gripe A (H1N1) deixou até domingo 22 mortos e 568 infectados. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS) o número de mortes no país chega a 25.

gbv-sem/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG