México captura primo de narcotraficante mais procurado do país

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A polícia mexicana capturou neste domingo um primo do líder narcotraficante mais procurado do país, Joaquín Chapo Guzmán, depois de uma troca de tiros na cidade Culiacám, sede do sanguinário cartel de Sinaloa. A polícia disse que prendeu seis suspeitos no enfrentamento em uma casa da capital do Estado de Sinaloa, onde foi confiscado um grande arsenal que incluía um lança-granadas e milhares de munições.

Reuters |

A polícia federal explicou que entre os detidos está Alfonso Gutiérrez Loera que disse ser primo do 'Chapo', líder do Cartel de Sinaloa, que escapou de uma prisão de segurança máxima em janeiro de 2001.

Gutiérrez Loera e outro homen ficaram feridos na troca de tiros, o segundo confronto sangrento registrado nessa cidade em uma semana.

Na noite de quinta-feira, uns 40 homens de um grupo rival assassinaram Edgar Guzman, um dos filhos de 'Chapo', em um estacionamento de um shopping center.

O presidente mexicano, Felipe Calderón, enviou 25 mil soldados e policiais federais a diversos pontos do país para combater os cartéis, que usam o país como rota de drogas para os Estados Unidos.

A violência dos cartéis não tem diminuído, e somente na última semana foram assassinados seis chefes de polícia.

Até o momento neste ano, umas 1.100 pessoas já foram mortas em episódios relacionados ao narcotráfico. Em 2007 morreram mais de 2500 pessoas.

(Reportagem de Chris Aspin)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG