gripe suína e não ocultou vírus, diz governo - Mundo - iG" /

México avisou a tempo sobre gripe suína e não ocultou vírus, diz governo

CIDADE DO MÉXICO - O México garantiu nesta terça-feira que alertou o surgimento de uma gripe mortal a tempo, negando acusações do ex-presidente cubano Fidel Castro de que teria ocultado a existência do vírus por questões políticas. Em um texto publicado na segunda-feira à noite, o líder cubano disse que o México não havia avisado sobre a doença a tempo por temer frustrar uma visita, em abril, do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e que agora países como Cuba pagam as consequências.

Reuters |

"Temos relatado até com riqueza de detalhes toda a história de relatórios à OMS, desde os casos de Perote, o intercâmbio que tivemos com a OPS, nos primeiros dias de abril, nos quais a OMS disse que estava de acordo com o relatório", disse o secretário de Saúde do México, José Angel Córdova.

"Enfim, nunca houve nenhum ocultamento, sempre foram conhecidos", ressaltou o funcionário.

Cuba, que registrou na segunda-feira seu primeiro caso de gripe H1N1 em um estudante mexicano, suspendeu os voos destinados e originados do México, como fizeram outros países latino-americanos, o que provocou reações contrárias no governo mexicano.

O presidente do México, Felipe Calderón, disse na semana passada que poderia cancelar uma visita à ilha programada para este ano.

A visita de Calderón a Cuba é considerada como o fim de uma série de desentendimentos diplomáticos entre ambos os países, historicamente amigos, que quase levaram as relações a uma ruptura durante o governo do ex-presidente mexicano Vicente Fox.

Leia também


"Gripe suína" no Brasil


Entenda a "gripe suína"


Leia mais sobre gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG