MONTERREY, México (Reuters) - Soldados mexicanos apreenderam 19 aviões em um hangar perto da fronteira com os Estados Unidos provavelmente usados por gangues do narcotráfico, informaram o Exército e a mídia mexicana nesta quinta-feira. Os aviões foram encontrados na segunda-feira em um hangar perto de uma pequena pista no norte do Estado de Sonora, fronteira com o Arizona, onde foram apreendidos após o proprietário não fornecer os documentos de licença e registro das aeronaves, informou o Ministério da Defesa.

Segundo a mídia mexicana, dois homens foram detidos na pista sob a suspeita de que os aviões pertencem a traficantes de Sinaloa, liderados pelo homem mais procurado do México, Joaquin Guzmán.

O porta-voz do Ministério de Defesa não comentou sobre o caso.

Traficantes costumam usar aviões de pequeno porte para transportar drogas da fronteira mexicana com a América Central para o norte dos Estados antes de mandá-las para os EUA, disse um especialista em comércio de drogas.

O presidente Felipe Calderón enviou cerca de 40 mil tropas e policias federais para tentar controlar os poderosos cartéis de narcotráfico do país, promovendo grandes apreensões, mas deixando a violência fora de controle.

Cerca de 4.300 pessoas morreram ao longo deste ano, um número se precedentes, em meio a conflitos entre gangues rivais e as forças de segurança.

(Reportagem de Robin Emmott)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.