México afirma que teste norte-coreano viola direito internacional

México, 25 mai (EFE).- O Governo mexicano condenou hoje o teste nuclear e o lançamento de três mísseis por parte da Coreia do Norte, por considerar que são ações que colocam em risco a estabilidade da região, e violam o direito internacional e os propósitos de desarmamento e de não-proliferação de armas nucleares.

EFE |

O México se somou às condenações internacionais contra os testes nucleares norte-coreanos, que elevam a tensão na Península da Coreia, afirmou a Chancelaria em comunicado.

Por tal motivo, o Governo mexicano pediu "enfaticamente" ao regime de Pyongyang que suspenda o programa nuclear do país.

A Coreia do Norte informou hoje que tinha realizado um teste nuclear subterrâneo com sucesso e de forma segura, ou seja, sem vazamentos radioativos detectados.

Na mensagem, a Secretaria de Relações Exteriores (SRE) reiterou que é preciso cumprir os acordos do Conselho de Segurança da ONU para avançar no processo de desarmamento e de desnuclearização da península coreana.

"O México pede à República Popular Democrática de Coreia para que resolva a questão da segurança na região pela via diplomática", ressaltou. EFE jrm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG