Pelo menos três pessoas morreram e 50 ficaram feridas na noite de segunda-feira na detonação de artefatos explosivos em Morelia, capital do estado mexicano de Michoacán (oeste), durante a tradicional celebração do Grito da Independência.

O governador Leonel Godoy afirmou que as esplosões que provocaram as mortes aconteceram durante a celebração na Praça Melchor Ocampo, centro da cidade.

O governo do presidente Felipe Calderón expressou a "mais enérgica condenação e disposição de redobrar os esforços para apoiar a investigação dos fatos, para desterrar a criminalidade e violência que Michoacán padece".

O "Grito de Independência" é celebrado nas principais cidades do país, incluindo a capital, onde o ato oficial foi presidido por Calderón na praça central de Zócalo.

ol/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.