Mexicano liberado na China se diz feliz por sair da quarentena

Xangai (China), 7 mai (EFE).- Gerardo Santana, um dos cinco cidadãos mexicanos que permanecia em quarentena na China por causa da gripe suína e que recebneu alta na madrugada de hoje, disse que, principalmente, está feliz por ter saído da quarentena e por estar saudável, afirmou em entrevista à Agência Efe.

EFE |

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados.

A quarentena é "uma experiência que não se vive diariamente", disse o homem, de 31 anos, que permaneceu isolado de 2 de maio até a madrugada de hoje em um hotel de Lingang, a 75 quilômetros de Xangai.

No entanto, "foi uma estadia bastante agradável, dentro do que é possível", disse Santana, já que, apesar do isolamento obrigatório, foi "muito bem tratado".

Agora, já liberado para continuar sua vida na China e retornar à cidade de Ningbo (província de Zhejiang), onde faz pós-graduação, diz estar "feliz por ter cooperado para o controle desta situação, por já estar fora de perigo, fora da quarentena e por estar saudável".

Santana foi a Xangai na quinta-feira passada para receber um amigo, Manuel Pascual, proveniente da Cidade do México, que viajava à China para visitá-lo.

Pascual estava a bordo do voo da Aeroméxico onde também viajou um jovem mexicano diagnosticado com gripe suína em 1º de maio, em Hong Kong, o único caso confirmado na China até o momento.

Quando o caso foi descoberto, as autoridades chinesas localizaram todos os passageiros daquele voo para colocá-los em quarentena, e Santana e seu amigo dividiram desde então um quarto no hotel de Lingang. EFE jad/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG