Mesquitas de Urumqi reabrem suas portas para oração de sexta-feira

Ao contrário da semana passada, os muçulmanos puderam comparecer às mesquitas de Urumqi para as tradicionais orações de sexta-feira, apesar da vigilância de inúmeros efetivos das forças de ordem armados com fuzis automáticos e cacetetes.

AFP |

A agência Nova China anunciou que as 433 mesquitas da cidade, de dois milhões de habitantes, estavam abertas nesta sexta.

Urumqi, a capital regional de Xinjiang, noroeste da China, viveu graves distúrbios étnicos em 5 de julho entre os hans (a etnia majoritária na China) e os iugures (muçulmanos de língua turca) que deixaram 192 mortos, segundo um balanço oficial.

Os uigures e outros membros de minorias muçulmanas que vivem em Xinjiang, como os hui, tiveram de passar por cordões de policiais para poder entrar nas mesquias.

As autoridades tentam evitar que se repitam os piores atos de violência étnica do país em décadas.

dd-gn-pt/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG