Mesquitas de Sadr City lançam apelo à luta

As mesquitas do maior bairro xiita de Bagdá, Sadr City, difundiram neste domingo o apelo à guerra de seu jovem líder, o clérigo radical Moqtada al-Sadr, enquanto confrontos deixavam oito mortos neste baluarte de sua milícia, o Exército do Mahdi.

AFP |

Segundo moradores do vasto setor do nordeste da capital iraquiana, os alto-falantes das mesquitas difundiram o comunicado divulgado no sábado por Moqtada al-Sadr, no qual ameaça travar uma "guerra aberta" se as tropas iraquianas e norte-americanas não interromperem os ataques contra seu movimento.

"Combatam o ocupante, expulsem-no de suas casas", lançaram os alto-falantes utilizados para a convocação à oração.

"Queremos o fim do bloqueio de Sadr City", acrescentaram nas convocações noturnas divulgadas por militantes do movimento de Moqtada al-Sadr.

As mensagens acusavam também os Estados Unidos de semear a discórdia entre os xiitas e exortaram as tropas iraquianas, sob as ordens do primeiro-ministro xiita Nuri al-Maliki, "a não lutar contra seus irmãos".

Há dias ocorrem enfrentamentos intermitentes entre as tropas iraquianas e norte-americanas e os milicianos xiitas em Sadr City, onde vivem mais de dois milhões de habitantes.

As unidades norte-americanas começaram a construir no local um muro para prevenir disparos de foguetes e morteiros contra a cidade, em especial contra a "Zona Verde", um enclave fortificado que abriga o governo iraquiano e a embaixada dos Estados Unidos.

str/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG