São Paulo , 22 set (EFE).- Nem o Dia sem Automóveis, celebrado nesta segunda-feira, aliviou o caótico trânsito urbano de São Paulo, segundo dados das autoridades municipais.

Apesar do esforço, pelo quarto ano consecutivo das autoridades locais para promover o dia sem carros, a Companhia de Engenharia de Tráfego informou que na manhã desta segunda-feira foram registrados 76 quilômetros de engarrafamentos nas avenidas da cidade, pouco menos que os 100 constatados na segunda-feira passada.

São Paulo é uma das 32 cidades brasileiras que este ano participam da iniciativa internacional criada na Europa para promover o uso do transporte público e a não utilização, por um dia, dos automóveis particulares.

O número de cidades brasileiras que participam do movimento reduziu quase à metade das 61 que aderiram em 2007.

Além da Prefeitura, o programa tem apoio de 250 entidades públicas e particulares, que também organizaram espetáculos culturais, artísticos, esportivos e passeios ciclísticos.

O Movimento Nossa São Paulo promoveu nesta segunda conferências com candidatos à Prefeitura sobre alternativas de solução ao caótico trânsito da cidade, que tem mais de seis milhões de veículos em circulação e 17,5 milhões de habitantes, contando os 38 municípios da região metropolitana. EFE pk/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.