Mesmo com crise, EUA descartam cancelar ou renegociar tratados comerciais

São Paulo, 10 out (EFE).- O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Carlos Gutiérrez, afirmou hoje, em São Paulo, que seu país, mesmo com a atual crise financeira, não cancelará nem renegociará os tratados comerciais bilaterais assinados ou em negociação.

EFE |

Em entrevista coletiva, Gutiérrez afirmou que a política comercial definida pelo presidente George W. Bush "ainda é a de aumentar o número de tratados, e não de reduzi-los ou renegociá-los".

"Seria um erro revisar nossa política de comércio exterior neste momento, pois o comércio exterior é muito importante, é o mais forte em nossa economia", acrescentou.

Gutiérrez enfatizou que o Governo dos EUA vai pressionar o Congresso para agilizar a aprovação final de tratados comerciais bilaterais ainda em trâmite, como os assinados com Colômbia, Panamá e Coréia do Sul.

"Nos Estados Unidos, nenhum tratado vai ser renegociado", disse secretário, que evitou se manifestar sobre as oscilações do dólar no mercado cambial.

O funcionário do Governo americano também negou que os EUA tomarão algum tipo de medida a respeito das relações comerciais com a China.

"Devemos reduzir o déficit exportando mais, e não impondo barreiras para limitar isso. Seria outro erro muito grande. A China cada vez mais se torna um mercado maior para nós. É nosso terceiro destino em matéria de exportação e somos o primeiro comprador", declarou.

Junto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Gutiérrez participou de uma reunião interministerial bilateral e da inauguração de um fórum empresarial com executivos de ambos os países. EFE wgm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG