Mesas eleitorais fecham na Costa Rica

San José, 7 fev (EFE).- A Corte Suprema de Eleições (TSE) da Costa Rica fechou hoje às 18h (horário local, 22h de Brasília) as 6.

EFE |

617 mesas de votação abertas nas sete províncias do país, para as quais foram convocados 2,8 milhões de cidadãos para escolher o presidente e 57 deputados do Congresso.

Segundo o TSE e os observadores internacionais, a jornada eleitoral transcorreu com tranquilidade e sem serem reportados fatos violentos nem denúncias de anomalias graves nos centros de votação.

Nas últimas horas o ambiente ficou quente nas ruas da capital, que se abarrotaram de veículos e pessoas identificadas com os diferentes partidos, da mesma forma que aconteceu nos centros de votação, especialmente no final da tarde.

Após o fechamento dos centros de votação, os membros das juntas eleitorais começarão a contar os votos e espera-se que aproximadamente às 20h local (0h de segunda-feira em Brasília) o TSE publique os primeiros resultados oficiais, possivelmente com 10% das mesas apuradas.

Laura Chinchila, do governista Partido Libertação Nacional (PLN), partiu como favorita nas pesquisas, seguida por Otto Guevara, do direitista Movimento Libertário, e Ottón Solís, do centro esquerdista Partido Ação Cidadã (PAC).

Também aspiram à Presidência outros seis candidatos de partidos minoritários.

O candidato ganhador deve obter um mínimo de 40% dos votos válidos para evitar ter de ir, com o segundo mais votado, para um segundo turno eleitoral definitivo que, se for necessário, seria realizado no primeiro domingo de abril. EFE dmm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG