Merkel vota em Berlim e reitera confiança na vitória

A chanceler alemã, Angela Merkel, votou hoje em um colégio eleitoral do centro de Berlim e reiterou sua esperança de poder acabar com a grande coalizão e fazer uma nova aliança de Governo com o Partido Liberal (FDP).

EFE |

EFE
EFE
Chanceler alemã espera construir nova coalizão
As enquetes dão ao partido de Merkel, a União Democrata-Cristã (CDU), uma clara vantagem sobre o Partido Social-Democrata (SPD), seu atual parceiro de coalizão. No entanto, não é claro se uma aliança entre a CDU e o FDP terá cadeiras suficientes para formar o governo ou se Merkel terá que continuar a grande coalizão com o SPD.

O chefe do FDP, Guido Westerwelle, se declarou "otimista" sobre o desfecho do pleito, após depositar seu voto em um colégio eleitoral em Bonn.

"Tudo terá um bom desfecho, estou otimista", disse Westerwelle, cujo partido busca colocar fim a 11 anos de oposição e entrar no Governo como aliado menor da CDU.

Westerwelle não quis responder a uma pergunta sobre como reagiria seu partido se, como há quatro anos, não conseguir maioria para formar uma coalizão entre a CDU e o FDP.

Já o candidato do SPD à chancelaria, o atual ministro de Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, votou hoje em companhia da esposa também em Berlim. Steinmeier foi o último dos líderes dos partidos a fechar sua campanha eleitoral e fez ontem à noite seu último comício, no qual assegurou que, apesar das pesquisas, o resultado das eleições ainda está em aberto.

Baixa participação

A participação nas eleições por volta do meio-dia de hoje era claramente mais baixa que a registrada há quatro anos e chegou a 36,1%, frente aos 41,9% de 2005. Assim como na última eleição, ainda não foram considerados os votos por correio. Em 2005, a participação final foi de 77,7%, a mais baixa da história da República Federal da Alemanha.

Os colégios eleitorais fecharão às 13h de Brasília.

¿ Com Merkel favorita, alemães vão às urnas neste domingo

Leia mais sobre: Alemanha

    Leia tudo sobre: alemanhaeleiçõeseuropa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG