Merkel vence eleições na Alemanha e deve formar nova coalizão

A chanceler alemã, Angela Merkel, venceu as eleições gerais do país realizadas neste domingo e conquistou um segundo mandato, indicam resultados parciais. A coalizão de centro-direita de Merkel, formada por sua legenda, a União Democrata Cristã (CDU), e pela União Social Cristã (CSU), obteve cerca de 34% dos votos, de acordo com os primeiros resultados.

BBC Brasil |

Merkel deverá agora formar uma coalizão com o Partido Democrata Livre (FDP), que conquistou cerca de 15% dos votos.

O resultado das eleições alemãs marca o fim da coalizão entre Merkel e o Partido Social Democrata (SPD), que obteve cerca de 23% dos votos, seu pior desempenho desde a Segunda Guerra Mundial.

"É um dia amargo para os social-democratas alemães", disse o líder do SPD, Frank-Walter Steinmeier, que é ministro de Relações Exteriores no atual governo e deverá passar para a oposição.

Economia
Ao comemorar a vitória, Merkel disse que a prioridade de seu segundo mandato será trazer a prosperidade de volta à Alemanha depois da pior recessão enfrentada pelo país desde a Segunda Guerra Mundial.

A chanceler afirmou que a nova aliança com os liberais vai tirar a Alemanha da pior crise econômica dos últimos 60 anos e disse que seu principal objetivo será proteger e criar empregos.

Merkel disse também que quer ser uma chanceler para todos os alemães neste momento de crise.

"Nosso principal objetivo foi atingido, isto é, uma mudança de governo, que para mim é o que realmente conta neste dia", disse Merkel diante de apoiadores em Berlim. "Eu quero ser a chanceler de todos os alemães, para que as coisas melhorem no nosso país, especialmente neste momento de crise."
Segundo analistas, os cerca de 48% de votos obtidos pela coalização de Merkel e pelo FDP devem permitir a formação de um governo de maioria estável.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG