Merkel tenta evitar abstenção nas eleições europeias

Berlim, 6 jun (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, fez hoje uma convocação geral aos eleitores do país para que votem nas eleições para o Parlamento Europeu amanhã, com o objetivo de resistir à tendência de abstenção e apoiar o trabalho das instituições europeias.

EFE |

Segundo uma pesquisa do canal de televisão alemão "ZDF", 69% dos eleitores alemães consideram os assuntos nacionais mais importantes do que os temas europeus.

Os levantamentos anunciam um triunfo da União Democrata-Cristã (CDU), partido de Angela Merkel, a qual destacou que o objetivo da legenda é continuar sendo a mais forte.

Segundo a última pesquisa da "ZDF", a CDU, somada a sua ala bávara, a CSU, pode obter amanhã 39% dos votos, seguida do Partido Social-Democrata (SPD), com 25%.

O estudo da emissora de televisão "ARD" dá resultados bastante similares, com a CDU/CSU liderando com 39%, logo à frente do SPD, com 26%.

Vale lembrar que mais de 60% dos eleitores alemães se declararam indecisos.

Os candidatos às eleições europeias receberam pouca atenção na campanha eleitoral alemã, já que os partidos preferiram mostrar seus rostos mais conhecidos, que são os que costumam dar o tom na política nacional.

Quase 65 milhões de pessoas estão habilitadas a comparecer às urnas amanhã na Alemanha. EFE rz/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG