Berlim, 2 jul (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, disse nesta quinta-feira no Parlamento da Alemanha (Bundestag) que o Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e os principais emergentes) possui o formato ideal para definir o futuro do planeta.

Em declaração de Governo à Câmara Baixa alemã por ocasião da próxima cúpula do Grupo dos Oito (G8, que reúne os sete países mais industrializados e a Rússia), na Itália, a chanceler alemã assinalou que as reuniões deste último grupo acabarão tendo uma função preparatória, enquanto as do G20 serão de caráter decisório.

Merkel qualificou veladamente o G8 de obsoleto, e ressaltou a crescente importância do G20.

A chanceler comentou que o G20 integra todos os Estados relevantes do mundo, industrializados e emergentes, que por sua vez representam todas as organizações regionais do planeta, desde a União Europeia até a Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean).

Merkel comentou que a reunião na localidade italiana de L'Aquila terá três assuntos prioritários: a crise econômica e financeira mundial, a luta contra a mudança climática e a ajuda ao desenvolvimento dos países do Terceiro Mundo.

O Governo alemão insistirá aos países do G8 que é preciso estabelecer regras vinculativas para controlar os mercados financeiros e evitar que se repita uma crise como a atual.

Merkel também defendeu a participação dos militares alemães na missão internacional no Afeganistão, apesar do crescente número de baixas em suas fileiras.

Além disso, reiterou suas críticas à atuação das autoridades iranianas contra os manifestantes pacíficos e defendeu mais uma vez a solução dos dois Estados (israelense e palestino) para solucionar o conflito no Oriente Médio. EFE jcb/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.