Merkel quer que Cúpula da UPM impulsione solução para o Oriente Médio

Berlim, 12 jul (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, espera que a Cúpula da União pelo Mediterrâneo (UPM), que começa amanhã, em Paris, favoreça uma solução para o conflito no Oriente Médio.

EFE |

"Se isto ocorresse, toda a região ganharia em estabilidade", disse a chanceler, em sua tradicional mensagem semanal por vídeo.

A cúpula, que concluirá na segunda-feira, lançará a iniciativa Processo de Barcelona: União pelo Mediterrâneo, que busca dar um novo dinamismo e maior alcance ao mecanismo de cooperação iniciado na cidade espanhola no final de 1995.

"Em Paris, vamos falar, naturalmente, de como chegar à solução de dois Estados, um Estado judeu para Israel e um Estado palestino, e sobre a contribuição de cada um para esse objetivo", afirmou Merkel.

A chanceler alemã destacou que o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert e o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, participarão da cúpula, com a qual a União Européia (UE) quer dar ao Processo de Barcelona "a dinâmica de que precisa".

EFE cv/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG