Merkel pede doação de dinheiro ao Haiti

Berlim, 19 jan (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, juntou-se às chamadas para doar dinheiro ao Haiti, diante de uma grande coleta na televisão que será feita esta noite, organizada pelo jornal Bild e pela televisão ZDF.

EFE |

"Façam suas doações para o Haiti", é o título de um artigo de Merkel publicado pelo jornal "Bild".

"As pessoas no Haiti precisam de nosso apoio, precisam de nossa solidariedade. Por isso, peço de todo coração, façam suas doações para que as pessoas do Haiti tenham um futuro melhor", disse a chanceler.

Merkel também agradece a todos aqueles que já participaram de outras coletas.

No programa no qual será feita a coleta, estarão presentes estrelas da televisão e grandes figuras do esporte, como os jogadores de futebol Michael Ballack e Miroslav Klose.

Além disso, o ministro de Cooperação Econômica e Ajuda ao Desenvolvimento alemão, Dirk Niebel, pediu mais agilidade na distribuição da ajuda aos desabrigados pelo terremoto.

Em declarações ao jornal "Saarbrücker Zeitung", Niebel disse que a ajuda internacional, até agora, só chegou a uma mínima parte dos 3 milhões de haitianos atingidos pelo terremoto.

O terremoto de 7 graus na escala Richter aconteceu às 19h53 (Brasília) da terça-feira passada e teve epicentro a 15 quilômetros da capital haitiana, Porto Príncipe. Segundo declarações à Agência Efe, o primeiro-ministro do Haiti, Jean Max Bellerive, acredita que o número de mortos superará 100 mil.

O Exército brasileiro informou que pelo menos 17 militares do país que participavam da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) morreram em consequência do terremoto.

A médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, e Luiz Carlos da Costa, o segundo civil mais importante na hierarquia da ONU no Haiti, também morreram no tremor. EFE rz/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG