Merkel insiste em que só apoiará investimentos europeus a curto prazo

Bruxelas, 19 mar (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, insistirá hoje aos outros chefes de Estado e de Governo da União Europeia (UE) em que só apoiará projetos de investimento com encargo ao Orçamento do bloco, para combater a crise, se forem em 2009 ou 2010.

EFE |

"Se chegarem mais tarde, não seriam mais um estímulo, mas ações a médio ou longo prazo, e este é o principal ponto no qual a Alemanha vai insistir", disse a chanceler aos jornalistas, durante a reunião de líderes do Partido Popular Europeu (PPE), realizada horas antes de começar a cúpula da UE.

A UE não conseguiu ainda entrar em acordo sobre a parte comum do pacote de reativação econômica aprovado em dezembro, que inclui o financiamento de uma lista de projetos urgentes, no âmbito da energia e das redes de telecomunicações, avaliados em 5 bilhões de euros.

A Alemanha considera que alguns dos projetos não estão maduros para serem incluídos dentro das medidas "urgentes" de reativação da economia.

Os líderes da União Europeia se reúnem hoje e amanhã em Bruxelas para examinar a crise econômica, que reconhecem abertamente como "um dos maiores desafios" que o bloco enfrenta "desde sua fundação". EFE mvs-met/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG