Merkel espera da cúpula da UE um sinal de unidade para os mercados

Berlim, 14 out (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, espera que a cúpula da União Européia (UE) de amanhã, em Bruxelas, sirva para lançar uma grande sinal de unidade aos mercados financeiros internacionais.

EFE |

Segundo fontes governamentais, uma condição imprescindível para que essa mensagem possa ser lançada é que os 27 países-membros da UE aceitam as medidas de resgate colocadas pelo Eurogrupo.

Enquanto Merkel busca a coesão européia, na Alemanha, os estados federados colocaram hoje suas reservas à chanceler a respeito do volume de participação no pacote de resgate bancário aprovado ontem pelo Governo, que tem valor total de 500 bilhões de euros.

O Governo espera que os lander (estados) tenham participação de 35% no programa de resgate.

O chefe do Governo da Baviera, Erwin Huber, disse hoje que existem ainda "diferenças" a respeito do programa.

"Não há consenso sobre a participação dos lander, disse Huber, que é ministro das Finanças bávaro, ao término de uma reunião dos titulares da pasta regionais com o ministro da Economia do Governo alemão, Peer Steinbrück.

Os planos do Governo de Merkel contemplam que o pacote de resgate seja aprovado na sexta-feira, o que implica uma aprovação das câmaras, o Bundestag (baixa) e o Bundesrat (alta), este último de composição regional. EFE ih/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG