Merkel é forçada a deixar seu apartamento, após descoberta de uma bomba

A chanceler alemã, Angela Merkel, teve de deixar seu apartamento no centro de Berlim este fim de semana, depois da descoberta de uma bomba da 2ª Guerra Mundial nos arredores do edifício.

AFP |

A bomba, de quase 100 kg, de fabricação soviética, segundo a polícia alemã, foi encontrada sexta-feira na Ilha dos Museus, um local considerado Patrimônio da Humanidade da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), em pleno coração de Berlim. A área foi isolada. Os espetáculos teatrais e vários prédios, entre eles a chancelaria, foram evacuados para a desativação da bomba.

Segundo o jornal Bild am Sonntag, a bomba estava a 10cm da superfície e a apenas 100m do apartamento de Angela Merkel.

Centenas de milhares de bombas foram espalhadas por Berlim durante a 2ª Guerra Mundial (1939-45). Segundo especialistas, a localização de todas estas bombas ainda levará décadas.

stu-fbe/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG