Berlim, 10 abr (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, expressou hoje sua absoluta consternação pela trágica morte do presidente polonês, Lech Kaczynski, a quem, segundo disse, deixará saudades na Alemanha.

"É uma tragédia política e humana para a Polônia, nosso país vizinho, cuja dor compartilhamos", disse a chefe do Governo.

A notícia do falecimento de Kaczynski surpreendeu Merkel durante uma visita ao comando central do contingente alemão no Afeganistão, em Potsdam.

As mensagens de condolência se estenderam em poucas horas a toda a classe política da Alemanha, país com o qual Kaczynski teve frequentemente divergências históricas.

O presidente alemão, Horts Köhler, afirmou que "Alemanha chora com o povo polonês a perda de Kaczynski" e lembrou a longa trajetória do político, como "lutador comprometido à liberdade da Polônia".

Em viagem à África do Sul, o ministro de Assuntos Exteriores, Guido Westerwelle, expressou suas condolências ao povo polonês pela morte de Kaczynski e afirmou que a Polônia está atravessando "por momentos trágicos". EFE gc/jcn-dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.